sexta-feira, 26 de junho de 2009

God save the king!

Ainda surpreso com a morte repentina de Michael Jackson, estive passeando entre lembranças da vida deste ser. Um mero mortal, que nasceu para brilhar um pouco mais que quelquer anônimo deste planeta!
Quem morre hoje (quinta) não é tão somente o Michael Jackson de quase 51 anos de idade, mas o Michael Jackson da foto, bem pequeno e já mostrando ter o dom da coisa...
Estou tendo o privilégio de ver esta passagem, porque o rei do pop, morreu na minha geração, cresci ouvindo suas músicas e agora na mocidade, tive a oportunidade de poder me divertir ao som desta lenda. O rei do pop, além de bater todas as marcas de vendas, tinha um lastro de polêmica, intriga e crítica.
Quando a gente lembra do Michael logo vem à tona a mudança de sua cor, e os processos por pedofilia. Bom, não querendo defender, mas sabe como é...a oposição é terrível mesmo, não consigo imaginar os pais do menino (que diz ter sido abusado) aceitarem um acordo de mais de 20 milhões de dólares, como se o "possível" crime estivesse com uma quantia desejada pré-estabelecida. É duro acreditar numa história como essa, porque ao invés de colocarem o Michael na cadeia, foram lá e pegaram parte da sua fortuna.
Outra coisa bem interessante é a sua cor, como pode, um negro ficar branco? Bom, existem algumas maneiras para que isso ocorra, uma através de doença mesmo (de pele, óbvio) e a outra com uma forçassão de barra da medicina estética, que talvez seja mais um pouco provavél em termos de resultado. Misture os dois ingredientes, e terá um Michael Jackson. Mas...fica a pergunta: E os brancos que fazem de tudo para ficarem morenos? De bronzeamento artificial ao tratamento químico com cremes e etc...
Tudo bem, a estrela é ele...!
Por um lado, podem até lembra de suas extravagâncias...como por exemplo construir um parque de diversões em sua mansão, e brincar nele sozinho! hahaha Engraçado é que sempre tive a mesma vontade, sempre quis ter um Terra Encantada em casa, mas por eu não ter dinheiro o suficiente, acho que vou ter que adiar este sonho!!! Gente, o dinheiro faz cada coisa...imagine no lugar dele, qual seria sua extravagância, o pobre coitado, nem teve tempo na infância de poder brincar como uma criança normal, tinha um pai como empresário, que ao invés de ser um amigo e educador, foi simplesmente o seu patrão.
Ainda dizem por aí o fato dele ter comprado os direitos autorais das músicas dos Beatles, e mais uma vez eu toco na mesma tecla, com dinheiro você não faria o mesmo? Eu não só compraria dos Beatles, mas do David Bowie, do Cartola, do Chico e mais alguns...
Até então, estou convencido com meus próprios argumentos que eu poderia ser um Michael Jackson anônimo, porque tenho gostos "esquisitos" bem semelhantes aos dele. O que me deixou triste agora na sua morte, foi um questionamento, será que neste tempo todo, alguém verdadeiro se aproximou dele e simplesmente foi seu amigo? É tão fácil julgar-mos as pessoas, principalmente as que tem a vida exposta na mídia como a dele. De certa forma, indiretamente nós os fãs colaboramos com tudo isso, comprando as revistas sensacionalistas, que contratam fotógrafos para fazer vigílias a sua espera, ou então financiamos o entretenimento fútil mesmo! Não há culpados nem inocentes...todos irão pagar...se ele era um desequilibrado, também precisou de ajuda, uma ajuda que aparentemente não veio, porque somos egoístas demais, já que ficamos reclamando e reclamando dele ter mudado a cor, de ter feito isso ou aquilo, sem saber se era a vontade dele, ou se o mesmo estaria feliz...!
Dramático o tom por aqui? E como não seria? A maior perda global que presencio com racíocinio apurado e desenvolvido é este. Não vi o Elvis morrer. Lembro do Senna, do Tom, dos Mamonas, da princesa Diana, do Papa, do Pavarotti do Jamelão...não é uma questão de comparação, e eu bem sei que adjetivos até faltam desaparecem agora, porque poderia estar chamando de várias coisas, tentando arrumar uma nomeclatura, para coroar a majestade (mesmo que humana). Porque na música, sim, Michael Jackson esteve por cima, e está no primeiro escalão da nossa própria história.
Eu estou com pena, porque quando olho para esta foto, imagino como teria sido, se ele tivesse dito não ao mundo artístico, se ele tivesse renegado seu destino...

3 comentários:

sabrina disse...

King of pop!

fake disse...

um gênio muito louco

Prih Baima disse...

o Rei do Pop. gostei muito desse texto. Queria poder te adicionar ou te seguir pir aqui,mas nem posso.