quarta-feira, 25 de março de 2009

Copacabana Beach.

(foto:O Dia)
Em meio ao caos que tomou conta de Copacabana, na noite de anteontem, o clima ainda ficou pior dentro da 12ª DP (Hilário de Gouveia), depois do episódio do cerco aos traficantes na van, na esquina das ruas Tonelero e Santa Clara. A ação, iniciada às 18h por cinco agentes da 20ª DP (Vila Isabel), acabou sendo apoiada por policiais do 19º BPM (Copacabana) que também haviam recebido a informação da mesma van, através da Subsecretaria de Inteligência (SSI). Depois do gigantesco tiroteio - em que tudo deu certo e incrivelmente não deixou nenhum inocente ferido, resultando na morte de quatro bandidos e nas prisões de outros quatro - chegou a hora de dividir os louros.
Eis que entrou em cena o comandante do 19º BPM, coronel Édson Almeida. Na mesa de apresentação de todo o material encontrado com os bandidos que estavam na van - sendo dois fuzis, duas metralhadoras, uma escopeta, um revólver e três pistolas - ele colocou o símbolo de seu batalhão. Ignorou a participação da 20ª DP e causou um mal estar. Pior ficou com a reação de um dos inspetores da Polícia Civil, que virou-se para o coronel e detonou: "O senhor pega as armas, os mortos e enfia ...", disse, para perplexidade e os risos dos muitos policiais, civis e militares, que assistiam à cena.
Almeida se revoltou quando o agente deu as costas, mandou que ele voltasse. E não é que o agente voltou: "Tá pensando que eu sou teu soldadinho? Vai tomar ...", disparou de novo, antes de ir embora de vez. O coronel, claro, apresentou todo o material somente com o símbolo do 19º BPM.

POSTADO POR: Leslie Leitão
http://odia.terra.com.br/blog/blogdaseguranca/

3 comentários:

fake disse...

bem feito pro idiota

Madamefala disse...

Isso pixa mesmo o meu canto, besta!
(rs*)

sem beijo até segunda ordem.

sabrina disse...

Copacabana é maravilhosa, cartão posta do Brasil!