segunda-feira, 10 de março de 2008

Onde está Deus na minha fé ?

Sou um peregrino solitário e confuso, quando o assunto é fé. Certa vez, numa aula de filosofia, fui abordado pela vontade de expressar tudo que acreditava ser verdade, e numa aula de filosofia não poderia ser melhor. O único detalhe poderia ser, que todos na sala tinham fé e muita convicção de várias variações do que acreditavam. Ao menos, tive um entendimento por parte do professor que aceitou tais declarações, como: "eu me sinto desprotegido e frio, procuro a revelação escrita (bíblia), tento adotar os dogmas, e me apego na adoração conjunta (igreja). Mas, mesmo assim, tenho um certo problema em acreditar..."

Foi o que bastava para ser tachado como cético, ateu e insolente. Não queria causar tumulto, ao contrário do que muitos acham... sou tímido e não gosto de estar em nenhuma polêmica, apesar de sempre estar em uma! E continei a colocação em meio a oposição sistemática da sala, ditando as seguintes palavras: "- sou um perfeito medroso, acho que tenho fé, mas ela está guardada em algum lugar dentro de mim. Talvez eu encontre forças para lutar contra mim mesmo, ou procure achar Deus em algum lugar."

Thomas Merton certa vez indagou "como conheceremos quem és se não começarmos a nos tornar um pouco do que és?". O profeta Miquéias diz algo interessante também, algo como "o que o Senhor exige: pratique a justiça, ame a fidelidade e ande humildimente com o seu Deus." Fico ainda mais desnorteado com tais palavras, como se não pudesse tragar tudo para mim.

Bono (U2) certa vez deu uma pista de onde estaria Deus: "Os pobres estão onde Deus está. Deus está nas favelas, nas caixas de papelão utilizadas como casas. Deus está onde a esperança já se foi e as vidas estam arrasadas. Deus está com as mães que está infectou sua criança com um virus que irá ceifar ambas as vidas. Deus está no choro da destruição que ouvimos nos tempos de guerra. Deus, meus amigos, está com os pobres, e Deus está conosco se nós estivermos com eles." Bono proferiu neste mesmo discurso algumas lições na entrega do NAACP AWARDS 2007. Ele diz o lado social onde podemos encontrar Deus, através da fé em ajudar ao próximo.

Ter fé é uma "parada louca" assim descreve um conhecido meu, tenho que concordar. Nesse mundo cão em que vivemos, onde o inverso cada vez mais se destaca e se torna real, ter fé em algo passa a ser diferente e surreal. Eu creio em Deus, e me amarro em Jesus, não por ter nascido num lar cristão (mesmo lar que desviou-se).Porém, eu procuro mais, não consigo me contentar com pouco, em aceitar tudo facilmente, tudo pronto!

Não preciso enganar vocês tentando dar uma de inteligente, usando guinadas filosóficas ou teológicas, quero ser o mais sincero possível. Não preciso criar auto-depoimento e forçar elogios de que sou uma pessoa culta, sinceramente, isso não enche meus olhos. Um dia eu queria reconhecimento, queria que as pessoas gostassem de mim e busquei isso de alguma forma. Mas...hoje, anos depois, me vejo preso nos meus próprios e súbitos pensamentos. É sorrateiro e sagaz. Discordo praticamente de tudo que ouço ligado a fé e a forma de explicar Deus.

Preciso sempre estar lutando comigo mesmo, as vezes implorando por um sinal. Deixando de ser egoísta e altruísta a ponto de não me vangloriar, porque dei passos rumo ao ceticismo insólito.

Estou cansado de pessoas ao meu redor, que querem de toda forma me enfiarem a religião goela baixo. Que só pensam nos números e esquecem do "após" ou "depois". Tem uma música cristã em que o autor diz "Deus temos que aprender o que é o amor a cada dia, não deixe morrer em nós a tua poesia". E é disso que falo. Seguir Deus é muito diferente, é surpreendente. É uma prova diária...algo a ser renovado todos os dias!

Mesmo sendo um dos cristãos mais "céticos", aproveitando o bordão "não tenho fé o suficiente para ser ateu". Porque simplesmente não preciso sair provando a minha fé para ninguém, somente a mim e o próprio Deus.

Penso que se não tivesse dúvida, desconfiança e medo...poderia nem crer em nada, isso é o que me sustenta, posso ficar um mês sem "orar", ler a bíblia então, nem se fala. Mas de qualquer forma, por mais que me sinta espiritualmente frio e perdido, acabo sempre sendo obrigado a voltar a realidade de Deus. Porque eu ainda não encontrei as razões para crer que ele não existe e que as pessoas estão neuróticas em adorar ao "nada". Não preciso de prodígios e sinais (leia milagre). Minha vida não é escrita por vitórias, ao contrário, acumulo mais "derrotas" que vitória. Mas quando ligo a tv, e vejo todas as notícias, me sinto agradecido e feliz por estar vivo. E isso é uma vitória.

Não me relaciono com um Deus que não tenho acesso e que não posso reclamar de nada. Faço prova dele quando não o sinto, e quando o sinto, posso estar mais longe ainda. Minha complexidade em crer e me apoiar na certeza daquilo que espero e não vejo, é alimentada pela "ausência" e "presença" do próprio Deus. No silêncio eu consigo escuta-lo.

Onde está você Deus? Onde está agora? Agora, que clamo por você.

Ele deve estar na minha vida, por enquanto... imperfeita, moldando algo!
David Azevedo.

13 comentários:

KKtibinha disse...

*-*
me envolvi completamente com o post..
acho que fazia muito tempo que não ouvia alguém falando da relação com sua fé (incluindo os problemas) de forma tão aberta =]

eu sou uma pessoa muito confusa no meio desse turbilhão de conceitos religiosos..
acho que a grande verdade realmente vai ser um mistério até o 'final' e quem sabe mesmo depois dele.. rs..

só que mesmo tudo sendo contrário, eu (nem que seja a minha maneira) acredito..
e acho que talvez seja aí que deus está..


=***

Débora Pereira disse...

Bom, é exatamente isso...

Exatamente.

Quando pensamos que estamos longe de Deus, é quando ele está mais perto.

Ficamos procurando dar o nosso máximo para voltarmos a ter aquela sensação de Betel no ínicio, mas não conseguimos, pois esse tempo já passou, e depois dessa longa temporada de constante Shekinah aprendemos que vida de cristão não é viver sorrindo e sim aprender, e aprender não é fácil, principalmente quando somos humanos, pois humanos erram, muito.

Até mais.

Débora Pereira.

Anônimo disse...

que lindãooo campista!!!!!!!!!!
religioso também!!!!

:****************
\o/
laura

Jane Andrade disse...

Como vc disse no 'mundo cão' que vivemos é muito difícil ter fé, ter fé se tornou uma missão quase que impossível. O mundo tá tão louco, a violência aumenta mais e mais, vc sai de casa, mas nem sabe se volta, a diferença entre pobres e ricos é gigantesca, a miséria, a fome, o desemprego, tudo aumenta e aumenta, e nessas horas a gente se pergunta onde está Deus? Afinal, aquelas pessoas não são culpadas por estarem na situação em que se encontram...
Às vezes também me questiono se tenho realmente muita fé.

Gabi disse...

hehe...vc tem tanta fé q acaba se perdendo no meio dela...

Eulália disse...

Fé é algo que vc têm ou não, e pelo pouco que vejo vc têm sim, talvez não na imagem pré-fabricada que fazem de Deus....mas em "algo" pessoal que vc mesmo criou.....e o que importa é que vc tá construindo o seu campo de fé, aquilo que vc acredita e principalmente confia.

"não tenho fé o suficiente para ser ateu".
É a melhor frase, eu tb já tinha me dado conta que é assim mesmo que funciona.Por mais dúvidas, por mais situações que nos testem, nunca dá pra ser ateu, viver assim meio "despido(a)"....pelo menos no meu caso...é como andar sem equilíbrio.
Perguntar onde "Ele" está é natural, talvez a resposta mais óbvia é a ideal: dentro da gente.Lutando conosco pra gente se tornar um ser humano melhor a cada dia.

p.s.julgar os outros é quase um ato involuntário....mas no seu caso,vc não precisa fazer força pra ser o mais sincero possível,vc é! e isso transparece no que vc escreve.
Quem não vê é maluco..hehehehe

Kati Rodrigues disse...

É , fé é coisa doida, doidera demais... Graças a Deus , Ele escolheu os loucos... =]
Que tu possa experimentar muito mais de Deus na tua vida... e a cada dia ter mais vontade e vontade de conhecer Ele.
È isso ai... bjaoooo!!!

Bárbara Chantal disse...

a fé é mta complexa e não tem medida.
Tbm sou de lar cristão e tenho conciencia de que minha vida é um milagre.
Ja passei por várias provas e ainda estou aqui.
Mas o meu grande problema é obediencia, não gosto de doutrina e no geral acho as igrejas mtu hipócritas.
Por isso prefiro ficar em casa, falar com Deus daqui mesmo.
Eu sou o que o mundo chame de "ovelha negra"!

Bárbara Chantal disse...

resumindo meu post, quero um cara simples, que goste de fazer tudo e nada..
me entende?
ps.: apesar do meu sabor preferido de sorvete seja o de morango, eu odeio quick de morango, só gosto do cheiro e fazia minha mãe comprar por causa da cor!

KKtibinha disse...

hausuhahaus não sou muito assídua com postagens..

mas até que acabou acontecendo uma hoje..


e independente, não desanime de atualizar =]


=****

Anônimo disse...

doido mesmo.

felipe

Anônimo disse...

doido mesmo.

felipe

O peregrino disse...

Olá amigo estava praticamente como você quando encontrei algo que me orientou bastante passe e faça uma visita a meditacaodhyana.blogspot.com